terça-feira, 8 de dezembro de 2009

O espertalhão


Quando eu completei 25 anos de casado, introspectivo, olhei para a minha esposa e disse:


- Querida, há 25 anos nós tínhamos um carocha, um apartamento caindo aos pedaços, dormíamos num sofá-cama e víamos televisão a preto e branco num ecrã de 14 polegadas...


- Mas, todas as noites, eu dormia com uma mulher de 25 anos.


- Agora nós temos uma mansão, dois Mercedes, uma cama super King Size e uma TV plasma de 50 polegadas, mas eu durmo com uma senhora de 50 anos.


- Parece-me que és a única que não está evoluindo.


A minha esposa, que é uma mulher muito sensata, disse-me então, sem sequer levantar os olhos do que estava fazendo:


- Sem problemas.


- Sai de casa e encontra uma mulher de 25 anos de idade que queira ficar contigo.


- E se isso acontecer, com o maior prazer eu farei com que tu, novamente, consigas viver num apartamento caindo aos pedaços, dormindo num sofá-cama e conduzindo um carocha.


Sabem que fiquei curado da minha crise de meia-idade?

segunda-feira, 7 de dezembro de 2009

O informático


Um informático está numa ilha deserta há anos, depois de um naufrágio.


Certo dia avista um ponto brilhante no horizonte e começa a segui-lo com o olhar.


- Não é um navio - pensa o nosso herói.


E o ponto aproxima-se. 


- Não é uma barcaça.


E cada vez o vulto estava mais perto! 


- Não é uma jangada?


E eis que das águas emerge uma morenaça, com fato de mergulho!


A morenaça dirige-se a ele e pergunta:


- Há quanto tempo não fumas um cigarro?


- Há 10 anos!


Ela abre um bolso interior do seu fato impermeável e dá-lhe um cigarro.


- Meu Deus, que bem que isto me está a saber!


- Há quanto tempo não bebes um whisky?


- Há pelo menos 10 anos!!! - responde o nosso herói, ainda atarantado.


Então ela abre outro bolso interior, tira uma garrafinha de whisky e dá-lha!


O homem bebe tudo de um trago, ainda descrente com o que lhe estava a acontecer, mas muito, muito feliz!!


Então a morenaça começa a baixar o fecho principal do fato e pergunta-lhe:


- E há quanto tempo é que não te divertes a sério?...


Vai o nosso homem e grita, louco de felicidade:


- EPÁ!!!, tu não me digas que tens aí um portátil?!?!?!? 

domingo, 6 de dezembro de 2009

O funcionário mais importante



Dois leões fugiram do Jardim Zoológico. Na fuga, cada um  tomou um rumo diferente. Um dos leões foi para as matas e o outro foi para o centro da cidade.


Procuraram os leões por todo o lado, mas ninguém os encontrou.


Depois de um mês, para surpresa geral, o leão que voltou foi justamente o que fugira para as matas. Voltou magro, faminto,alquebrado.

Assim, o leão foi reconduzido à sua jaula.


Passaram-se oito meses e ninguém mais se lembrou do leão que fugira para o centro da cidade, quando um dia, o bicho fo recapturado.


E voltou ao Jardim Zoológico, gordo, sadio, vendendo saúde.


Mal ficaram juntos de novo, o leão que fugira para a floresta perguntou ao colega:

- Como é que conseguiste ficar na cidade esse tempo todo e ainda voltar com saúde? Eu, que fugi para a mata, tive que voltar, porque quase não encontrava o que comer...

O outro leão então explicou:

- Enchi-me de coragem e fui esconder-me numa repartição pública. Cada dia comia um funcionário e ninguém dava por falta dele.


- E por que voltaste então para cá? Tinham-se acabado os funcionários? -

- Nada disso. Funcionário público é coisa que nunca se acaba. É que eu cometi um erro gravíssimo. Já tinha comido o director geral, dois superintendentes, cinco adjuntos, três coordenadores, dez assessores, doze chefes de secção, quinze chefes de divisão, várias secretárias, dezenas de funcionários e ninguém deu por falta deles! 


-Mas, no dia em que comi o desgraçado que servia o cafezinho... Estraguei tudo!

sábado, 5 de dezembro de 2009

10 dicas para fazer amor na terceira idade








1. Põe os óculos e certifica-te de que a tua companhia está realmente na cama.


2. Põe o despertador para tocar de três em três minutos, para o caso de adormeceres durante a performance.


3. Apaga as luzes todas!


4. Deixa o teu telemóvel programado para o número da “ EMERGÊNCIA MÉDICA”


5. Escreva na palma da mão o nome da tua companhia na cama, isto para o caso de não te lembrares dele.


6. Põe o fixador da dentadura, para evitares que ela caia para debaixo da cama.


7. Põe uma embalagem dum analgésico/anti-inflamatório na mesinha de cabeceira, isto para o caso de conseguires chegar ao fim da performance!


8. Faz o barulho que quiseres. Os teus vizinhos também são surdos...


9. Se conseguires, telefona a todos os teus amigos para contares a tua odisseia.


10. Nunca, mas NUNCA, penses em repetir a dose.


( Estas dicas foram escritas em letras grandes para te facilitar a sua leitura)

sexta-feira, 4 de dezembro de 2009

O indio moderno



O índio vai ao cartório e o funcionário o atende: 


- Em que posso ajudá-lo senhor? 


- Índio querer mudar de nome. 


- Mas senhor, os nomes indígenas são parte de suas raízes culturais. Tem certeza mesmo de que deseja mudá-lo? Não quer pensar mais um pouco? 


- Sim! índio ter certeza, não precisa pensar mais. Índio não vê mais sentido em ter esse nome… muito comprido! 


- Bom, sendo assim… Qual é o seu nome atual? 


- Grande-Nuvem-Azul-Que-Leva-Mensagem-Para-Outro-Lado-do-Mundo. 


- E como o senhor deseja se chamar? 


- E-mail! 

quinta-feira, 3 de dezembro de 2009

COLOMBO SÓ DESCOBRIU A AMÉRICA PORQUE ERA SOLTEIRO!




Se Cristovão Colombo fosse casado, seria obrigado a ouvir coisas assim e teria desistido:


- E por que é tens que ir ?


- E por que é que não mandam outro ?


- Estás doido ou és idiota ?


- Não conheces nem a minha família e queres ir descobrir o novo mundo !


- E só há homens nessa viagem ? Achas que eu sou parva ?


- E por que  é que eu não posso ir, se tu és o chefe ?


- Desgraçado, não sabes o que inventar mais para sair de casa !


- Se cruzares esta porta eu vou-me embora para a casa da minha mãe. Miserável !


- Quem é a Pinta ? E quem é essa tal Nina? 


- Tinhas tudo planeado, maldito ! Vais mas é encontrar-te com umas galdérias !...


- Pensas que me enganas ?


- A rainha Isabel vai vender as suas jóias para tu viajares ? Achas que eu sou maluca ou o quê ? O que é que tens com essa cabra velha ?


- Não vais a lugar nenhum ! Vais é cair num barranco porque o mundo é achatado, seu idiota! !!! 

sábado, 28 de novembro de 2009

A tía no Amazonas


Um casal de Cascais foi de férias para o Amazonas.

Estão no hotel e, para passar o tempo, resolvem alugar uma lancha e vão navegar para o rio...

A embarcação bate num tronco, faz um rombo, começa a meter água e a afundar-se.

Os crocodilos que se encontravam na margem, ao verem aquilo atiram-se imediatamente à agua...

E ela, ao ver aquilo, exclama para o marido:

Oh Bernardo... Eu acho o máximo o Amazonas!... Já viu???... Para além do hotel ser super estupendo e a lancha ser giríssima, os salva-vidas são da Lacoste!

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Mais uma do Vara...

Um grande empresário português marca uma audiência com José Sócrates, na Residência Oficial do Primeiro-Ministro.

Enquanto aguarda, encontra Armando Vara que o recebe com muitos abraços.
Quando é recebido pelo Primeiro-Ministro, sente falta da carteira e resolve abordar o assunto com o PM:
- Não sei como lhe hei-de dizer, Senhor Primeiro-Ministro, mas a minha carteira acabou de desaparecer!

E continuou:
- Tenho a certeza de que estava com ela ao entrar na sala de espera. Tive o cuidado de a guardar bem, após apresentar o BI ao segurança. Não quero fazer nenhuma insinuação, mas a única pessoa com quem estive depois disso foi o Dr. Armando Vara, que está aqui na sala de espera ao lado.

O Primeiro-Ministro retira-se do gabinete. Pouco tempo depois, regressa com a carteira na mão.

Reconhecendo a sua carteira, o empresário comenta:
- Espero não ter causado nenhum problema pessoal entre o Senhor Primeiro-Ministro e o Dr. Armando Vara .

Ao que José Sócrates responde:

- Não se preocupe! Ele nem percebeu!...

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Alentejanos nos Estados Unidos


O Presidente dos Estados Unidos da América, Barak Obama, ouviu tanto falar dos alentejanos, que decidiu convidar um grupo deles para visitarem os Estados Unidos.
Mandou o seu próprio avião buscá-los ao Alentejo e prepararam uma grande recepção no hangar presidencial, onde colocaram um grande palanque, com banda, passadeira e cartazes de boas-vindas.
Ao chegar o avião, a banda começa a tocar, os coros a cantar, abre-se a porta do avião, assoma-se a hospedeira e,... nada, dos convidados... nada.

O presidente, descontrolado porque eles não descem, manda o seu secretário investigar.

O secretário regressa, fala com o presidente e diz-lhe:
- Senhor, os alentejanos não querem descer porque têm medo do Well

O presidente não percebe nada e diz-lhe:
- Mas... quem é o Well?
Regressa o secretário e diz ao alentejano:
- O Presidente pergunta quem é o Well?
E o alentejano diz-lhe:
- Não sei! Mas ali, naquele cartaz diz:
*"WELL COME ALENTEJANOS"*

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Loira no casino

Uma loira entra num casino e logo à entrada, vê uma máquina de bebidas.

Mete uma moeda de 50 cêntimos e sai uma lata. Mete outra e sai outra lata, e assim sucessivamente...

Entretanto, chega um homem e intrigado, pergunta-lhe:

- Desculpe lá, mas a senhora vai beber essas bebidas todas?

E ela responde:

- Agora não me interrompa que estou a ganhar!.

A lenda do FIAT 127


Certo dia, estava eu na estrada com o meu FIAT 127, e como era de esperar, a lata velha avariou.

Então, encostei a relíquia na berma e fiquei à espera que passasse alguém.

Apareceu um
Porsche Boxter bi-turbo, a 170km/h.

Nisso, o tipo do Porsche faz marcha-atrás e volta até ao FIAT.

Ele oferece-se para rebocar a porcaria do FIAT e eu aceitei a ajuda, mas pedi para não acelerar muito senão a lata velha desmontava-se (óbvio).

E combinei que piscaria o farol sempre que o Porsche estivesse a acelerar demais.

Então, o Porsche começou a rebocar o carro e sempre que passava dos 60km/h, eu fazia sinal com o farol (no singular) porque, para variar, um deles tinha um curto-circuito e não funcionava.

E o tipo do Porsche ia puxando a 'batedeira' a 60 km/h no máximo, morrendo de tédio...

Então aparece um Mitsubishi 3000 GT, que "pica" o Porsche e este não não vai de modas e arranca! 120, 130, 150, 190, 210, 240 Km/h...

Eu já estava desesperado, a piscar o farol que nem um louco, e os dois alinhados...

Os tipos passam por uma patrulha da polícia, mas nem vêem o radar, que regista uns impressionantes 240 km/h! Daí, o polícia avisa pelo rádio a próxima patrulha:

- Atenção, um Porsche vermelho e um Mitsubishi preto a disputar uma corrida a mais de 240 km/h na estrada, e ...juro pela minha santa mãezinha... um FIAT 127 colado à traseira deles a dar sinal de luz para ultrapassar!

terça-feira, 12 de maio de 2009

Confusão no velório

Eram dois pescadores gémeos, um casado e o outro solteiro. O solteiro tinha uma lancha de pesca já velha. 

Um dia, a mulher do casado morre. E como uma desgraça nunca vem só, a lancha do irmão solteiro afunda-se no mesmo dia.
 
Uma senhora, dessas velhotas curiosas e alcoviteiras, soube da morte da mulher e resolve dar os pêsames ao viúvo, mas confunde os irmãos e acaba por se dirigir ao irmão que perdeu a lancha. 

- Eu só soube agora. Que perda enorme. Deve ser terrível para si. 

O solteiro, sem entender bem, explicou: 

- Pois é. Eu estou arrasado. Mas é preciso ser forte e enfrentar a realidade. 
De qualquer modo, ela já estava muito velha. Tinha a parte de trás toda rebentada, deitava um cheiro horrível a peixe e vazava água como nunca vi. 
Tinha uma grande racha na frente e um buraco atrás que, cada vez que eu a usava, ficava maior.
Mas eu acho que o que ela não aguentou, foi mesmo eu empresta-la a quatro amigos que se divertiam com ela. 
Eu sempre lhes disse para eles irem com calma, mas desta vez foram os quatro juntos e isso foi demais para ela... Foi Fatal.

A velhinha... desmaiou.

domingo, 10 de maio de 2009

Curso Intensivo de Marketing


 1) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Chega-se perto dele e diz-lhe: 
- Sou um fenómeno na cama. 
Isto é Marketing Directo. 

2) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Um dos seus amigos chega-se perto dele e diz-lhe: 
- Aquela mulher é um fenómeno na cama. 
Isto é Publicidade.
 
3) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Pede-lhe o número de telemóvel. 
No dia seguinte liga-lhe e diz: 
- Sou um fenómeno na cama. 
Isto é Telemarketing. 

4) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Ela reconhece esse homem. 
Chega-se mais perto dele, refresca a sua memória e diz-lhe: 
- Lembras-te como sou fantástica na cama? 
Isto é Customer Relationship Management (CRM). 

5) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Levanta-se, arranja o vestido, aproxima se dele e oferece-lhe um copo. 
Diz-lhe como é bom o seu perfume, dá-lhe os parabéns pela sua boa aparência. 
Oferece-lhe um cigarro e diz-lhe: 
- Sou um fenómeno na cama. 
Isto é Public Relations. 

6) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Ele chega-se perto de dela e diz-lhe: 
- Ouvi por aí que és um fenómeno na cama. 
Isto é Branding, o Poder da Marca. 

7) Uma Mulher, numa festa, vê um homem fascinante. 
Chega-se perto dele e diz-lhe: 
- Sou um fenómeno na cama - E mostra-lhe um seio. 
Isto é Merchandising. 

8) Um Homem, numa festa, vê uma mulher fascinante. 
Chega-se perto dela e diz-lhe: 
- Sou um fenómeno na cama. Dou várias seguidas e resisto toda a noite sem parar. 
Isto é Publicidade Enganosa e é punida por lei

sábado, 4 de abril de 2009

Atirar lixo para o chão?



Vá la, não seja assim. Siga as recomendações da câmara municipal de Mafra. 
Leia o cartaz e veja o que custa à natureza.
Faça a sua parte.

terça-feira, 31 de março de 2009

Enquadre bem as fotografias

Atenção ao enquadrar as fotografias, pode parecer o que não é. Ou, será de propósito? Está em francês, mas percebe-se...

quinta-feira, 26 de março de 2009

Crawlian: jogo simples, gratis e on-line


O Crawlian é um joguinho divertido, que se joga directamente a partir do link. Aparece um ecrã em chinês, mas não se assuste, só precissa de mover o paralelepipedo com as setas do cursor, até "limpar" os quadros todos, do nível, e sem superar o tempo definido. 

Simples, especialmente nos primeiros níveis...

Aqui não dá para brincadeiras

Um pai judeu, com a melhor das intenções, enviou o seu filho para o colégio mais caro da comunidade Judia, el Tarbut.
Apesar das suas intenções, Samuel não ligava puto às aulas.
Notas do primeiro mês:
         Matemática 2
         Geografia 3.5
         Historia 1.7
         Literatura 2
         Comportamento 0
Estas espantosas classificações repetiam-se de mês a mês, até que o pai se cansou:
- Samuel, ouve bem o que te vou dizer, se no próximo mês as tuas notas e o teu comportamento não melhorarem, vou-te mandar estudar para um colégio católico.
No mês seguinte as notas do Samuel foram uma tragédia, só comparável ao naufrágio do Titanic e o pai cumpriu com a sua palavra. Através de um rabino próximo da sua família, contactou com um bispo que lhe recomendou um bom Colégio Franciscano para o qual Samuel foi enviado.
Notas do primeiro mês:
         Matemáticas 18
         Geografia 16
         Historia 18
         Literatura 20
         Comportamento 20
Notas do segundo mês:
         Matemáticas 20
         Geografia 18
         Historia 20
         Literatura 20
         Comportamento 20.
O pai surpreendido perguntou-lhe:
- Samuel, O que te aconteceu para ires tão bem na escola? Como é que se deu este milagre?
- Não sei papá. Apresentaram-me todos os colegas e a todos os professores e logo de tarde fomos a uma igreja. Quando entrei, vi um homem crucificado, com pregos nas mãos e nos pés, com cara de ter sofrido muito e todo ensanguentado. Perguntei, quem é Ele? E respondeu-me um aluno dos cursos superiores:"Ele era um judeu como tu". Então disse para mim: F........., aqui temos que estudar, que estes gajos não são para brincadeiras.!!!

Pensamento do dia



Estamos numa época em que o fim do mundo não assusta tanto quanto o fim do mês.

Algaraviada



Pergunta o miúdo à mãe:

- Ó mãe, o qué um insete ?

- Ê cá nã sê, preguntá mana ...!

- Ó mana, o qué um insete ?

- Pôs nã sê... preguntó pai ...!

-Ó pai, o qué um insete ?

-Ó mê granda burre... um insete sã Oite ...!

sexta-feira, 20 de março de 2009

Vendo iPhone barato, ou troco por outro brinquedo!



Tenho um iPhone usado, não sei se vende-lo ou manda-lo para o lixo... Já nem sequer brilha como deveria...

Para quem queira um novo (o meu, usado e velho, acho que vou mesmo atira-lo), chama-se Apple iPhone 3G "kings Button", e encontrei-o em All Techno.
Tem nos rebordos ouro normal, rosado e branco, e neste último encontram-se incrustados 138 pequenos diamantes. O botão principal, de aí o nome, é um diamente de 6.6 kilates.
E é vendido por só 2,5 milhões de dólares (ánimo, que em euros é menos...)
Quánto custará obter o perfil psicológico (para além da conta bancária) de quem compre um?

quinta-feira, 19 de março de 2009

Pastores à seria


Há quem saiba como é: Pastor é pastor, o resto é conversa. Vejam e gozem. É de cair para o lado.


quarta-feira, 18 de março de 2009

A importância da pontualidade!

Um velho padre foi a um jantar de despedida pelos seus 25 anos de trabalho ininterrupto à frente da Paróquia.
Um importante político da região e membro da comunidade, convidado para entregar o presente e proferir um pequeno discurso, atrasou-se.
O sacerdote decidiu proferir umas palavras e disse:
«A primeira impressão que tive da paróquia decorreu da primeira confissão que ouvi :
A primeira pessoa que se confessou disse-me que tinha roubado um aparelho de TV, tinha roubado dinheiro aos seus pais, tinha roubado a firma onde trabalhava e tivera aventuras amorosas com a esposa do patrão.
Dedicara-se ainda ao tráfico de drogas e até tinha transmitido uma doença à própria irmã.
Fiquei assustadíssimo... Pensei que o bispo me tinha enviado para um lugar terrível.
Mas fui confessando mais gente, que em nada se parecia com aquele homem...
Constatei a realidade de uma Paróquia cheia de gente responsável, com valores, comprometida
com a sua fé.
Vivi aqui os 25 anos mais maravilhosos do meu Sacerdócio.»

Neste momento, chegou o político.
O padre passou-lhe então a palavra.
O político, depois de pedir desculpas pelo atraso, disse:
«Nunca vou esquecer o dia em que o sr. padre chegou à nossa Paróquia.
Como poderia? Tive a honra de ser o primeiro a confessar-me!»
****
Moral da história: NUNCA SE DEVE CHEGAR ATRASADO.

quarta-feira, 11 de março de 2009

O zé tímido


O Zé era muito tímido, mas conseguiu uma namorada num dia de inspiração.

Num belo dia de sol, saíram de Lisboa de carro para irem dar um passeio a Fátima.

Depois de guiar uns 50KM, o Zé ganhou coragem e pôs as mãos nas pernas da jovem.

Então ela disse:
- Se quiseres podes ir mais longe...

Animado, o Zé engrenou a quinta e foi até Aveiro

terça-feira, 10 de março de 2009

O Banqueiro



Uma tarde um famoso banqueiro ia na sua limousine quando viu dois homens na berma da estrada comendo relva.

Ordenou ao seu motorista que parasse e saindo perguntou a um deles:
- Porque estão a comer relva ?
-
Não temos dinheiro para comida. - disse o pobre homem - Por isso temos que comer relva.
- Bem, então venham a minha casa e eu vos darei comer - disse o banqueiro.
- Obrigado, mas tenho a minha mulher e dois filhos comigo. Estão alí, debaixo daquela árvore.
- Que venham também - disse novamente o banqueiro.

Voltando-se para o outro homem disse-lhe:
- Você também pode vir.
O homem, com uma voz muito sumida disse:
- Mas, Senhor, eu também tenho esposa e seis filhos comigo! 
- Pois que venham também. - respondeu o banqueiro.

Entraram todos no enorme e luxuoso carro. Uma vez a caminho, um dos homens olhou o banqueiro e disse:
- O senhor é muito bom. Obrigado por nos levar a todos !
O banqueiro respondeu: 
- Meu caro, não tenha vergonha, fico muito feliz por fazê-lo!. Vão ficar encantados com a minha casa.....
Só a relva tem mais de 20 centímetros de altura !.


Moral da história:
Quando pensares que um banqueiro te está a ajudar, pensa duas vezes!

quinta-feira, 5 de março de 2009

Aprendam com o Grande Mestre


Vai a uma churrasqueira e pede ao empregado que embrulhe dois frangos.
Enquanto o empregado embrulha os frangos, repara numas belas codornizes e pergunta ao empregado se pode trocar os 2 frangos por 4 codornizes, ao que o empregado responde:
- Claro que sim.
Depois de embrulhadas as codornizes e entregues ao Vale e Azevedo, este vai-se embora, quando o empregado irrompe:
- Desculpe, mas o Sr. esqueceu-se de pagar as codornizes.
- Mas eu troquei-as pelos frangos! Disse Vale e Azevedo, "indignado" com a petulância do empregado.
- Mas também não pagou os frangos!
- Só faltava, também não os levei ...            

quarta-feira, 4 de março de 2009

Gente falsa


Atenção!

Existe muita gente falsa neste mundo, e nunca sabemos bem quais são as suas intenções, pelo menos até ser demasiado tarde.

Reparem bem nestas imagens, nem tudo é o que parece. Tenham muito cuidado!


quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

Respostas de alunos



PROFESSORA: Maria, aponta no mapa onde fica a América do Norte.
MARIA: Aqui está.
PROFESSORA: Correcto. Agora turma, quem descobriu a América?
TURMA: A Maria.

****************************************************************

PROFESSORA: João, menciona uma coisa importante que exista hoje e que não havia há 10 anos atrás.
JOÃO: Eu!

****************************************************************

PROFESSORA: Francisco, porque é que andas sempre tão sujo?
FRANCISCO: Bem, estou muito mais perto do chão do que a Srª. professora.

****************************************************************

PROFESSORA: Agora, Simão, diz-me sinceramente, rezas antes de cada refeição?
SIMÃO: Não professora, não preciso. A minha mãe é uma boa cozinheira.

****************************************************************

PROFESSORA: Artur, a tua composição "O Meu Cão" é exactamente igual à do teu irmão. Copiaste-a?
SIMÃO: Não. O cão é que é o mesmo.

****************************************************************

PROFESSORA: Bruno, que nome se dá a uma pessoa que continua a falar, mesmo quando os outros não estão interessados?
BRUNO: Professora

A mais antiga profissão do mundo



Dizem que a profissão mais antiga do mundo foi a prostituição

Não posso concordar. Até porque não havia dinheiro quando o mundo começou e se para o homem bastava dar com uma moca na cabeça da mulher e arrastá-la para a sua caverna, porque carga de água haveria de pagar?

Dizem então que a primeira profissão deve ter sido um dos trabalhos mais básicos, como agricultura ou caça. Embora concorde que tenham sido das primeiras profissões,  não creio que tenham sido as primeiras , até porque no início não havia ferramentas para agricultura nem armas para caçar.

Sugerem então que tenha sido o ensino. Mas para ensinar é preciso aprender. É a história de quem veio primeiro, o ovo ou a galinha. Neste caso, o estudante ou o professor. Ninguém nasce ensinado, logo teria de estudar primeiro. Mas no início não acredito que o homem tenha partido para esta actividade assim de arranque.  

Temos de nos colocar na pele desse primeiro homem para perceber.

Então, o homem aparece. Um homem, Adão, sozinho, sem saber o que fazer. 

Qual a sua primeira iniciativa? 

Obviamente, coça os tomates

Assim sendo, a primeira profissão do mundo foi claramente...  

funcionário público!  

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

O génio da lâmpada


Um homem caminhava pela praia quando tropeçou numa velha lâmpada.
Pegou nela, esfregou-a e... um génio saltou lá de dentro e disse: 

- O.K.! Libertaste-me da lâmpada, blá, blá, blá! Esquece aquela história dos três
desejos! Tens direito a um desejo apenas e ponto final! 

O homem sentou-se e pensou um instante. Depois disse:

- Eu sempre quis ir aos Açores, mas tenho um medo enorme de voar...e no mar costumo ficar enjoado. Podes construir uma ponte até aos Açores, para eu poder ir de carro? 

O génio riu muito e disse:
- Impossível. Pensa na logística do assunto. Como é que os pilares chegavam
ao fundo do Oceano Atlântico? Pensa em quanto betão armado, em quanto aço,
em quanta mão de obra... Não, de maneira nenhuma! A ponte não pode ser!
Pensa noutro desejo... 

O homem compreendeu e tentou pensar num desejo realmente possível. Finalmente disse: 
- Sabes...Fui casado quatro vezes e quatro vezes me divorciei. Minhas mulheres disseram sempre que eu não me importava com elas e que era um insensível. Então, é meu desejo entender as mulheres; saber como se sentem por dentro e o que estão a pensar quando não falam connosco... Saber porque choram... saber realmente o que querem quando não dizem nada... Saber como fazê-las realmente felizes! 

O génio respondeu: 

- Queres a treta da ponte com duas ou quatro faixas?

O enterro e o pitbull

Um homem depara-se com um enterro, seguido de uma inusitada procissão:

- Primeiro vinha um caixão.

- Depois um segundo caixão.

- Em seguida, um homem sozinho levando um pitbull pela coleira.

- Finalmente, e atrás dele, uma longa fila indiana só de homens.

Sem conseguir conter a curiosidade, aproxima-se delicadamente do homem com o cão e diz:

- Os meus sentimentos pela sua perda... mas... eu nunca vi um enterro assim. O senhor poderia dizer-me quem é que morreu?

- Bem... no primeiro caixão está a minha mulher.

- Sinto muitíssimo! O que aconteceu com ela?

- O meu cão... ele atacou-a...

- Que tragédia!...

- No segundo caixão a minha sogra... ela tentou salvar a filha...

Um silêncio consternado e pungente.

Os dois homens olham-se nos olhos.

- Empresta-me o cão?

- Meta-se na fila...

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

Telerural


Mais uns vídeos de alentejanos. Ou não, mas pelo menos rurais. Esta série parece muito boa mesmo, recomenda-se.


- Parte 1


- Parte 2


- Parte 3 e última

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Windows alentejano


Os alentejanos, sempre com essa fama... no entanto, poucos povos devem ser tão trabalhadores. Claro que, a fama é a fama!
Um video - piadinha de alentejanos evoluídos: Como utilizam o windows? Têm uma versão própria, lá na terra? Parece ser que sim, vejam...


domingo, 8 de fevereiro de 2009

O inicio de Ricardo Araujo Pereira

Lembram-se de quando começou? 

Pelo menos, quando começou a ser conhecido pelo grande público, em 2003, no Levántate e Rí.
Lembram-se? 

Podem vê-lo novamente aqui.

Frase do pobre

O meu grande sonho, é ser pobre um dia...
Porque ser todos os dias... é lixado!

Desordem no tribunal


Estas são piadas retiradas do livro Desordem no tribunal. São coisas que
as pessoas realmente disseram, e que foram transcritas textualmente pelos
taquígrafos, que tiveram que permanecer calmos enquanto estes diálogos
realmente aconteciam à sua frente.

Advogado : Qual é a data do seu aniversário?
Testemunha: 15 de Julho.
Advogado : Que ano?
Testemunha: Todos os anos.

Advogado : Essa doença, a miastenia gravis, afecta a sua memória?
Testemunha: Sim.
Advogado : E de que modo ela afecta a sua memória?
Testemunha: Eu esqueço-me das coisas.
Advogado : Esquece... Pode nos dar um exemplo de algo que você tenha esquecido?

Advogado : Que idade tem o seu filho?
Testemunha: 38 ou 35, não me lembro.
Advogado : Há quanto tempo ele mora com você?
Testemunha: Há 45 anos.


Advogado : Qual foi a primeira coisa que o seu marido disse quando acordou aquela manhã?
Testemunha: Ele disse, 'Onde estou, Berta?'
Advogado : E por que é que se aborreceu?
Testemunha: O meu nome é Célia.

Advogado : Diga-me, doutor... não é verdade que, ao morrer no sono, a pessoa só saberá que morreu na manhã seguinte?

Advogado : O seu filho mais novo, o de 20 anos...
Testemunha: Sim.
Advogado : Que idade é que ele tem?

Advogado : Sobre esta foto sua...o senhor estava presente quando ela foi tirada?

Advogado : Então, a data de concepção do seu bebé foi 8 de Agosto?
Testemunha: Sim, foi.
Advogado : E o que é que estava a fazer nesse dia?

Advogado : Ela tinha 3 filhos, certo?
Testemunha: Certo.
Advogado : Quantos meninos?
Testemunha: Nenhum.
Advogado : E quantas eram meninas?

Advogado : Sr. Marcos, por que acabou o seu primeiro casamento?
Testemunha: Por morte do cônjuge.
Advogado : E por morte de que cônjuge ele acabou?
 
Advogado : Poderia descrever o suspeito?
Testemunha: Ele tinha estatura mediana e usava barba.
Advogado : E era um homem ou uma mulher?

Advogado : Doutor, quantas autópsias já realizou em pessoas mortas?
Testemunha: Todas as autópsias que fiz foram em pessoas mortas...

Advogado : Aqui no tribunal, para cada pergunta que eu lhe fizer, a sua resposta deve ser oral, está bem? Que escola frequenta?
Testemunha: Oral.

Advogado : Doutor, o senhor lembra-se da hora em que começou a examinar o corpo da vitima?
Testemunha: Sim, a autópsia começou às 20:30 h.
Advogado : E o sr. Décio já estava morto a essa hora?
Testemunha: Não... Ele estava sentado na maca, questionando-se por que razão eu estava a fazer-lhe aquela autópsia.

Advogado : O senhor está qualificado para nos fornecer uma amostra de urina?

Advogado : Doutor, antes de fazer a autópsia, o senhor verificou o pulso da vítima?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor verificou a pressão arterial?
Testemunha: Não.
Advogado : O senhor verificou a respiração?
Testemunha: Não.
Advogado : Então, é possível que a vítima estivesse viva quando a autópsia começou?
Testemunha: Não.
Advogado : Como é que o senhor pode ter a certeza?
Testemunha: Porque o cérebro do paciente estava num jarro sobre a mesa.
Advogado : Mas ele poderia estar vivo mesmo assim?
Testemunha: Sim, é possível que ele estivesse vivo e tirando o curso de Direito em algum lugar!!!  

 

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

É do nuorte!


Um industrial de Paços de Ferreira foi à Noruega comprar madeira para a sua fábrica de móveis. 
À noite, sòzinho no bar do hotel, repara numa loira encostada ao bar. 
Não sabendo falar norueguês, pediu ao barman um bloco e uma caneta. 
Desenhou um copo com dois cubos de gelo e mostrou-o à loira. 
Ela, sorriu e tomaram um copo. 
De seguida começou a tocar uma música romântica. 
Ele, pega novamente no bloco, desenha um casal a dançar e mostra-lhe. 
Ela levanta-se e vão dançar. 
Terminada a música, regressam ao bar e é ela que pega no bloco. 
Desenha uma cama, uma cadeira e uma cómoda e mostra-lhe. 
Ele vê e diz:
- Sim, sim, sou de Paços de Ferreira...

Com receita, é diferente!


Uma mulher entra numa farmácia e diz...

- Por favor, quero comprar arsénico. 

O farmacêutico pergunta:

- Qual a finalidade?-

-Matar o meu marido.

- Mas não posso vender isso para esse fim! 

... A mulher abre a mala e tira uma fotografia do marido na cama com a mulher do farmacêutico...

-Ah ! , não sabia que a senhora tinha receita . .

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

FVM: Lanterna feita com um lápis

Iniciamos outro tipo de artigos: Faça Você Mesmo (FVM).

E começamos com a lanterna de lápis

Descoberto em Motor Pasión , o assunto consiste no seguinte (mesmo que pareça de loucos): Fabricação de uma lanterna ou feixe de luz com a grafite de um lápis ou lapiseira

No vídeo mostra-se como se faz, e uma possível aplicação prática: conseguir luz para reparar uma avaria no carro.

Em realidade não é tão especial assim: A lanterna é ligar a grafite com fios de cobre à bateria do carro, e assim ao passar a corrente a grafite aquece e acaba por emitir luz branca.


Realmente, falta saber se poderá ser útil a alguém, especialmente num carro à noite, mas, enfim, sempre poderá acontecer que tenhamos uma emergência, e ao mesmo tempo um lápis, um canivete para o abrir, e uma bateria de 12V. Com menos do que isto o McGyver poderia fazer um avião... 

Boa sorte a quem tente o experimento, e, se sobrevive, agradeceremos todos que escreva aqui como foi a coisa!